sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

POSSE DO GOVERNADOR ANTÔNIO ANASTASIA

O professor Anastasia acaba de tomar posse na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Destacou em seu discurso a prioridade com o emprego de qualidade, o progresso. Mas não deixou de ressaltar a necessidade de um novo pactofederativo, que repactue responsabilidades e receitas. Fez um grande discurso, o que representa bem aquilo que ele é, um estadista. Falou do Brasil, fugindo do isolacionismo tolo, muitas vezes defendido por lideranças menores num falso bairrismo. Segue uma matéria do O Tempo, ela é de ontem mais contém toda a programação da posse hoje:

Do O Tempo:
Sob o desafio declarado de atrair mais empresas para o Estado, a promessa de atuar com afinco para geração de empregos de qualidade e visando diminuir as desigualdades regionais, o governador reeleito de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), toma posse amanhã para um mandato de quatro anos. A cerimônia acontece concomitantemente à posse da presidente eleita Dilma Rousseff.

Leia também:

Conforme o roteiro estabelecido pela equipe do cerimonial do governo, Anastasia chegará à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) por volta das 14h15 com o vice-governador eleito Alberto Pinto Coelho (PP). Ainda na porta da Assembleia, os dois serão recebidos pelo presidente em exercício da Casa, deputado Doutor Viana (DEM), que, no plenário, conduzirá a cerimônia de posse.

Sob a condição de governador eleito, desde outubro,
Anastasia passará a ser, formalmente,
o chefe do Poder Executivo mineiro - foto Pedro Silveira
Com a mesa formada, será executado o Hino Nacional Brasileiro. Anastasia e Alberto Pinto Coelho farão então o juramento, e o primeiro secretário da ALMG vai ler termo de posse, quando estarão, portanto, oficialmente empossados para um mandato de quatro anos. Um breve discurso deve ser feito logo em seguida no próprio plenário da Casa.

Desfile. E se o tempo colaborar, Anastasia seguirá em carro aberto da Assembleia até o Palácio da Liberdade. Descendo a avenida Álvares Cabral, ele será escoltado por policiais até a rua dos Timbiras, quando receberá a companhia do piquete da Cavalaria Alferes Tiradentes. Depois, seguirá pela avenida João Pinheiro até a praça.

A pé, o governador passará pela alameda Travessia, sob as palmeiras da Praça da Liberdade, onde diversas manifestações artísticas estão sendo preparadas. Já no Palácio da Liberdade, Anastasia fará um cumprimento à bandeira de Minas Gerais. É o momento em que ele receberá o colar da Medalha da Inconfidência, o que, no Estado, corresponde ao que seria a faixa presidencial.




Em seguida, já empossado, o governador receberá honras militares, quando, cumprimentando a bandeira nacional, irá se dirigir à sacada do prédio, de onde ouvirá, novamente, o Hino Nacional. Só então, o tucano deverá se dirigir ao público para fazer seu pronunciamento, aos mineiros, como governador empossado. Outras manifestações artísticas deverão marcar o encerramento das solenidades.

Presenças. Deputados, prefeitos, vereadores e autoridades civis, militares e religiosas, além dos senadores eleitos por Minas, Aécio Neves (PSDB), Itamar Franco (PPS) e Eliseu Resende (DEM), são esperados, amanhã, para a posse.

Emprego. Anastasia toma posse já com um desafio delimitado. Tão logo elegeu-se governador, ele classificou a atração de novos negócios como sua grande meta. "Nosso compromisso é com a geração de trabalho através do estímulo à atração de novas empresas", declarou, na época, Antonio Anastasia.
Postar um comentário