sábado, 31 de maio de 2014

#EXPEDICAOVEJA PROVOCA DEBATE SOBRE SANEAMENTO EM SETE LAGOAS


Gente, sabe quem está em Sete Lagoas? A revista VEJA. A equipe que percorre o Brasil chegou ontem a cidade. "A Expedição VEJA chegou a Sete Lagoas (MG) às 17h30 desta sexta-feira. Nosso ônibus percorreu 500 quilômetros desde que nós saímos de Janaúba (MG), no início da manhã", conta reportagem em Veja.com. Seja bem-vinda #expedicaoveja É uma satisfação receber a revista mais respeitada do país em nossa cidade que ao mesmo tempo que o "Produto Interno Bruto (PIB) local aumentou mais de 500%, entre 1999 e 2010, o dobro do restante do país." A cidade, caro repórter Gabriel Castro, avança sim, mas poderia ter alavancado-se muito mais não fosse o seu maior calcanhar de aquiles, o Saneamento. A gravidade do problema impede um maior crescimento dada a precariedade da infraestrutura do mesmo. Com a fonte de abastecimento de água 100% subterrânea numa região cárstica como é o solo de Sete Lagoas, existe um enorme déficit na oferta de água fazendo com que a população sofra com a escassez crônica do bem. Para evidenciar tal fato eu convido Veja a conhecer hoje, uma das bicas da cidade em que vergonhosamente o nosso povo tem que recorrer para abastecer suas casas, tanto pela falta do líquido, assim como, pela péssima qualidade da água, que acredite não é tratada e nem recebe flúor (veja vídeo que fiz abaixo com um diretor da autarquia municipal, o SAAE). Eu me disponho até a acompanhá-los para ver esse drama assim como nossas enormes potencialidades, segue meu contato (31) 8817-5000. E mais, a retirada de água do aquífero subterrâneo além da capacidade reposição do mesmo provoca constantes abatimentos do solo por toda a cidade, abalando a estrutura dos imóveis e colocando a vida das pessoas em risco. Outra consequência ainda do problema de abastecimento precário local é a contaminação da água que ano passado levou para os hospitais, em números oficiais mais de 3.200 pessoas.

http://www.leonardobarros.com/2014/05/expedicaoveja-chega-sete-lagoas.html
Leonardo de Barros
Curtir ·  · 
  • Katia Nogueira Tá doido Leonardo, é assim que vc contribui com o desenvolvimento de nossa cidade? Vá na Secretaria de Planejamento, procure o Eltin para vc se informar melhor sobre os projetos de saneamento.
    há 3 horas · Editado · Curtir · 1
  • Leonardo de Barros "Doido" por quê? Me desculpe amiga, mas sobre Saneamento de Sete Lagoas é nosso amigo, Eltin, que pode contar com a nossa ajuda para desenvolver bons projetos. Para começar nos propomos a concessão do serviço precário de Sete Lagoas para a estatal mineira, a Copasa que tem competência e recursos para empregar em #SeteLagoas
    há 2 horas · Curtir · 2
  • Jornal Sete Lagoas Diretor do Saae Sete Lagoas admite a precariedade do tratamento da água e assume que água suja vai para o sistema de abastecimento p[ublico da cidade http://youtu.be/6SSFSvhXsDA
  • Silvio Freitas Concordo em tudo dito amigo Leonardo BarrosBarros.
  • Katia Nogueira Sim, vc tem todo o direito de se manifestar como cidadão e vir somar com agente projetos na área do saneamento. Entretanto, essa cidade que vc descreveu deve ser no inferno, porque nunca vi descrição pior. Ninguém vai querer vir aqui, muito menos para investimentos, concorda? Seria investimento de alto risco.
    há 2 horas · Curtir · 2
  • Leonardo de Barros Infelizmente secretária essa cidade é Sete Lagoas e eu não sabia que ficava no inferno! O inferno é o que vive instalado na vida das pessoas, quando a população não tem nem água para cagar, porque falta água. Quanto aos investimentos locais sou um dos mais ativos batalhadores da causa do desenvolvimento, isso entretanto não me impede de expor os problemas na dimensão que eles existem em Sete Lagoas. Talvez você um dia vai entender que é o Saneamento o nosso calcanhar de aquiles para crescer numa velocidade aina maior. A propósito, esse limão que é o saneamento pode ser transformado em uma limonada se as autoridades de plantão tiverem a grandeza para fazerem o que precisa ser feito: tirar o SAAE o mais urgente. Esse ano devemos ter que recorrer a ajuda #Exercito, a exemplo do ano passo para minimizar o grave problema do desabastecimento. Então, secretária o melhor que nós fazemos é dizer a verdade, melhor, é reconhecer um fato. Ou fazemos isso ou continuaremos a tapar o sol com a peneira. Aliás, se admitíssemos que não dispomos, como não dispomos, dos recursos para o Saneamento receberíamos investimentos da ordem de 250 milhões de reais do governo de Minas, através da Copasa. Há duas semanas tratei do assunto com o governador Alberto Pinto Coelho, no sentido de ele sensibilizar o Marcio Reinaldo para uma situação que não dá mais para a população aguentar. Se não fizermos localmente o nosso dever de casa secretária daqui a pouco vamos ter que pedir as empresas que investiram para irem embora. É o que muita gostaria que#Ambev fizesse por conta da competição pela água escassa do subsolo. Eu mesmo que tanto lutei pela remoção do empecilho legal, a lei do Pés de Pequi estadual, mobilizando a sociedade, conversando com os deputados... para alterar a lei como conseguimos, fico as vezes pensando se fiz a coisa certa ao ver a raiva que alguns tratam aquele grande e bom investimento para Sete Lagoas.
  • Katia Nogueira Parabéns pelos seus feitos. Espero mesmo que venha ser prefeito desta cidade para lhe dar todas as soluções de seus problemas. Eu antes de ser Secretária sou cidadã setelagoana, nascida e batizada na terra, sofro com posições tão radicais. Prefiro, no meu silêncio, contribuir com tudo que posso para fazer de Sete Lagoas uma cidade melhor. Luto para que pessoas de bem possam sonhar o meu sonho e assim fazermos, juntos, a diferença. Continuo sendo, como vc disse, sua amiga, mesmo que tenhamos divergentes opiniões. Paz e Bem.
  • Leonardo de Barros Me parece que você, amiga, Katia Nogueira não precisa da tutela do meu amigo Elto Sávio Rezende Dutra não. Na minha opinião você é capaz, e muito capaz, de fazer as próprias escolhas.


Postar um comentário