sexta-feira, 13 de abril de 2012

DEPUTADO DR. GRILO AUDIÊNCIA LOTA CÂMARA DOS DEPUTADOS PARA DEBATER AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS PROFISSIONAIS DA ENFERMAGEM DE TODO PAÍS

 
Audiência pública sugerida por Grilo lota Câmara dos Deputados
12/04/2012
 

Foto: Leonardo Prado - Bco de imagens Câmara dos Deputados*
Foto: Leonardo Prado - Bco de imagens Câmara dos Deputados*
Vários profissionais da enfermagem de todo o país participaram, nesta quarta-feira (11), da Audiência Pública para debater condições de trabalho
e a regulamentação da jornada de trabalho da categoria, na Câmara dos
Deputados, em Brasília. Os trabalhadores da área da saúde participaram do encontro no auditório Nereu Ramos e discutiram a redução da carga-horaria de trabalho de 40 para 30 horas.
A reunião foi criada a partir de uma iniciativa do Deputado Dr. Grilo
(PSL/MG), que havia apresentado parecer favorável pela criação do encontro
no último dia 3.  No encontro, os  profissionais  da saúde  exigiram dos
parlamentares  a votação do Projeto de Lei  2295/00, que reduz de 40 para
30 horas semanais a jornada de trabalho da categoria.
O deputado Dr. Grilo, aproveitou a ocasião para defender mais uma vez a
categoria, e se comprometeu como líder do Partido Social Liberal (PSL), na
Casa a  apresentar  novamente um requerimento para que seja incluído na
ordem do dia a votação do PL.
Para o líder do PSL, o encontro foi bastante oportuno, pois o tema proposto
é atual e indiscutivelmente relevante.  O parlamenta também ressaltou que o
dia era bastante importante, pois, horas antes havia sido aprovado na
Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTAPS), o PL
4924/09, que fixa o piso salarial de enfermeiros em R$4.650, o que foi uma
grande vitória para a classe.
Segundo o deputado, aprovação do PL/ 2295/00, significa que esses
profissionais terão plenas condições de desempenhar suas atribuições de
maneira segura e eficaz, contribuindo ainda mais com a sociedade
brasileira. "Existe a necessidade premente que os profissionais de
enfermagem tenham condições mais dignas de trabalho, com jornadas de
trabalho menos árduas. Certamente, a natureza singular dos serviços
prestados por esses profissionais deve ser valorizada, pois tratam
diuturnamente com vidas humanas", finaliza o parlamentar.
Pela manhã, a categoria fez passeata pela Esplanada dos Ministérios até o
Congresso Nacional que contou com a participação de 7 mil profissionais que
vieram de vários estados.

Texto: Fernanda Barros
Foto: Banco de imagens Câmara dos Deputados
*Foto de Leonardo Prado
Postar um comentário