quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Mineiros prestam última [e justa] homenagem a Eliseu Resende

RENATA MATTA MACHADO, O TEMPO:

Presença. Várias autoridades estiveram ontem no Parque da Colina para o sepultamento do senador
Muita emoção no enterro do corpo do senador Eliseu Resende (DEM), na tarde de ontem, no cemitério da Colina, em Belo Horizonte. Cerca de 200 pessoas, entre autoridades, amigos e parentes, compareceram à cerimônia. Eliseu morreu na noite de domingo, no Instituto do Coração (Incor), em São Paulo, vítima de uma falência renal.

No final da noite de segunda-feira, o corpo seguiu para Oliveira, cidade natal de Eliseu Resende. Lá, ele foi velado na sede da Apae, aonde compareceram, segundo a assessoria do senador cerca de 10 mil pessoas. Na manhã de ontem, foi realizada uma missa de corpo presente, celebrada na catedral de Oliveira e, logo depois, o corpo retornou para a capital mineira para o sepultamento.

O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, chegou ao cemitério acompanhado do vice-governador, Alberto Pinto Coelho, do senador eleito, Itamar Franco (PPS), e do ex-governador Francelino Pereira. "Eliseu Resende era um homem de bem, que dedicou toda sua vida a Minas Gerais e ao Brasil. Grande construtor de estradas, no sentido físico e também no sentido filosófico da expressão. Um homem que de fato soube trabalhar pelo Brasil", enfatizou Anastasia.

O vice-governador Alberto Pinto Coelho ressaltou que Minas e o Brasil perderam uma expressão política que tem uma biografia que fala por si. "Eliseu foi um grande homem público, exemplo de serenidade, de compromisso com os interesses públicos. Portanto, é uma grande perda para Minas e para o país", disse Pinto Coelho.

O secretário de Estado de Transporte e Obras Públicas, Carlos Melles, afirmou que Eliseu Resende representou muito em sua vida pessoal e política. "Eliseu era um político inigualável. Ele era o mais moderno dos antigos no que diz respeito à política de resultados".

Também presente no enterro, o ex-governador Francelino Pereira comentou que poucas pessoas excedem ao caráter e inteligência do senador mineiro. "Eliseu construiu uma vida exemplar", comentou.

Líder dos Democratas no Senado José Agripino (DEM-RN) veio a Belo Horizonte e fez uma visita à viúva de Eliseu Resende, Dinah Nogueira Resende. Agripino ressaltou que o Brasil perdeu um dos seus melhores homens públicos. "Ele vai fazer muita falta. O que mais me impressionava nele era o seu prazer em relatar, dentro das comissões do Senado, os projetos de infraestrutura", comentou o senador.
Postar um comentário