VISITE ANTES DO LANÇAMENTO PARA CONHECER E ESCOLHER O SEU LOTE

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

O CERTO, O ERRADO

Enquanto muitas pessoas estão lutando para sobreviver miseravelmente num país com cada vez menos prosperidade e outros tentando a todo custo sustentar seus negócios de qualquer tamanho, nós temos representantes eleitos deixando de cumprir com o seu papel para tornar a vida um pouco menos dura no que lhes cabe para fazer negócios que lhe garantam a próxima eleição ainda 2018? Ora, que palhaçada é essa? Não, não e não, chega! Esses oportunistas têm, sim, que serem denunciados, punidos e expostos seus maus exemplos para fazer com que os excluídos desses esquemas de poder que elegem estes maus políticos que só pensam na próxima eleição aprendam a escolher melhores representantes, ou representantes de verdade.

Nesse sentido, é claro que o nosso sistema político proporcional não ajuda, o voto distrital contribuiria muito para que estes oportunistas, e Não representantes fossem facilmente eliminados da vida pública, mas enquanto isso não acontece, até porque estes não querem uma mudança que os revele, é preciso que nós reagimos para que tenhamos o mínimo de representação independente em nossos legislativos e estes sejam recuperados minimamente enquanto poder que representam os interesses maiores da sociedade. Não dá para esperar! 

E foi isso que decidi fazer pessoalmente: ir à luta, a partir do que está acontecendo debaixo do meu nariz. Era insuportável assistir a um falso representante diariamente em seu programa de rádio a nós contar lorotas e, muito pior, dizer que estava traindo a sociedade para se alinhar com o governo e todos o aplaudindo como se ele não estivesse dizendo exatamente isso: estou lhes traindo para ficar do lado do poder. Ninguém se dava conta do absurdo. As pessoas estão tão acostumadas a conviver com o vício, que a maioria toma o mal como bom e o bom como mal.

Era preciso dizer NÃO! Isso tá errado minha gente, acordem, reparem o que esse cara está dizendo com todas as palavras, pontos, vírgulas e pingo nos is: eu estou vendendo o meu voto para ganhar a próxima eleição e vocês que se virem com mais impostos e problemas de vocês! Isso é crime lesa-pátria! Isso tá errado. Foi isso que apontei com farta prova disponibilizada pelo meliante político, Sr. Douglas Melo. 
Postar um comentário